" " "
"
Home / Atualidade / Adolescente processa os pais em Tribunal por causa do seu nome!
" "

Adolescente processa os pais em Tribunal por causa do seu nome!

Um menino de 17 anos de Missouri lançou um processo civil contra os seus pais por nomeá-lo Gaylord (em português: Lorde Gay ou Rei dos Gays). Este nome causou muito sofrimento em criança e o levou a sofrer de bullying a vida toda.

Gaylord Williams, da pequena cidade de Kirksville, no Missouri, processou os pais, Dave e Carol Williams, por “terem deixado sua vida miserável deliberadamente”, dando-lhe “um nome próprio desatualizado e prejudicial”.

O adolescente afirma que era uma criança indesejada e que os seus pais intencionalmente lhe deram esse nome para torná-lo “um bode expiatório”. “Eles disseram-me várias vezes que eu era um acidente e que eu tinha arruinado a vida deles. Quando o meu pai estava bêbado, admitiu que chamaram-me assim para arruinar a minha vida, como eu arruinei a deles.

O jovem já foi agredido fisicamente em diversas ocasiões e foi hospitalizado duas vezes. Tentou obter uma mudança de nome no passado e pediu permissão a seus pais em várias ocasiões, mas eles recusaram a cada vez. “Minha vida é miserável! Estou desejando fazer 18 anos e ter o direito de mudar meu nome sem o consentimento dos meus pais! ”

Gaylord decidiu intentar uma ação judicial contra seus pais para obter uma compensação financeira pelo sofrimento que eles deliberadamente o causaram. Seus pais negaram veementemente suas alegações e afirmam que simplesmente o nomearam Gaylord porque gostaram desse nome.

Os pais de Gaylord, Dave e Carol Williams, pareciam extremamente nervosos quando confrontados com os media fora do Tribunal de Circuito do Condado de Adair esta manhã.

De acordo com os registros oficiais, esta é a primeira vez que os pais americanos estão sendo processados ​​por causa do nome que deram ao filho. As audiências reais, neste caso, deverão começar em outubro.

Deixa o teu comentário

O que tens a dizer?

Check Also

Gémeas que fizeram pacto para matar bebé à facada em preventiva

Ficaram em prisão preventiva as duas irmãs gémeas do Seixal, Inês e Rafaela Cupertino, acusadas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *